Portugu�s BR Deutsch English Espanhol
Notícias

Comitê Piabanha lança Atlas Geográfico


Foto:


Após doze meses consecutivos de construção coletiva, o Atlas Piabanha será lançado nesta quarta-feira, dia 12 de junho, durante o VII Encontro de Comitês de Bacias Hidrográficas do Estado do Rio de Janeiro (ECOB), em Teresópolis, na Regiao Serrana. Trata-se de um conjunto de mapas e informações úteis para conhecer, de forma detalhada, diversos aspectos da Região Hidrográfica IV do Estado do Rio de Janeiro, área de atuação do Comitê Piabanha.

Inspirado na experiência bem-sucedida do Comitê Médio Paraíba do Sul, a publicação encontra-se dividida em três capítulos: o primeiro descreve detalhadamente o Sistema de Gestão de Recursos Hídricos; o segundo trata especificamente da RH-IV, abrangendo 10 municípios com mapas da hidrografia e uso do solo, além de informações locais sobre água, esgoto e outros itens. Por fim, o terceiro apresenta a delimitação de 34 microbacias inseridas no território. Cada sub-bacia é detalhada com a marcação da calha principal, seus afluentes e subafluentes e área de drenagem.

Para a professora Patrícia Souza Lima, coordenadora do GT Educomunicação, o Atlas irá estimular estudantes a realizarem novas pesquisas. “Nas atividade de ensino, este Atlas gera também pertencimento e mais dados cartográficos, conscientizando pela responsabilidade profissional de todos nós quanto aos fatores antropogênicos representados, leva ao exercício de cidadania mais consciente com relação à preservação e melhor gestão dos recursos hídricos disponíveis”, analisou.

O representante da Associação de Amigos e Colaboradores do Parque Nacional da Serra dos Órgãos e coordenador do GT Sistemas de Informação, David Miller, avalia que o Atlas tem potencial de ser uma ferramenta eficaz de planejamento para o poder público. “Um gestor mais consciente pode aproveitar o Atlas para associar os dados sobre os locais com os problemas existentes e com os projetos necessários para obter soluções nos seus territórios, assim permitindo a definição mais clara de demandas de ações e investimentos que podem melhorar a vida da população”, defendeu.

O documento encontra-se inicialmente na versão digital e estará disponível para consulta e download no site do Comitê (www.comitepiabanha.org.br). 


Outras Notícias

Mais Notícias »